Sustentabilidade

Você desejaria morar ou conhecer uma cidade sustentável?

Se esse é um desejo seu, comemore, pois isso poderá se tornar realidade.

Alguns podem até pensar: “Impossível!”. Ao menos se voltássemos à gênesis (o início), ou este planeta por qual tanto tempo as nossas atitudes trouxeram a sua degradação chegasse ao fim e uma nova Terra assumiria seu lugar. Mas claro que essa dúvida não está presente para aqueles cidadãos das cidades consideradas sustentáveis, as quais também serão mencionadas aqui.

Primeiramente abordarei os critérios para uma cidade se tornar sustentável de acordo com Ministério do Meio Ambiente (MMA) que declara como primordial a destinação dos resíduos sólidos de forma adequada.

Todos possuem responsabilidades sobre seus resíduos, as empresas, prefeituras e cidadãos. Outros critérios também segundo o MMA para uma cidade se tornar sustentável seria uma boa mobilidade urbana, diminuir a poluição sonora e atmosférica, reduzir o consumo de água, ser responsável com o uso da energia, entre outros atributos para melhor qualidade do meio ambiente e saúde da população.

O Programa Cidades Sustentáveis fez uma lista mostrando exemplos de cidades onde existe desenvolvimento sustentável, ou seja, atende as necessidades atuais sem prejudicar as gerações futuras. Foram cinco cidades listadas, são elas:

  • Vancouver (Canadá);
  • Malmo (Suécia);
  • Curitiba (Brasil);
  • Portland (Estados Unidos);
  • Reykjavík (Islândia).

Todas elas atraem visitas interessadas por conhecerem a sustentabilidade praticada em cada uma dessas cidades. (CIDADESUSTENTÁVEL, 2013). Mostrando que o compromisso entre a política municipal e a população torna possível esse desejo por uma cidade com mais qualidade para todos.

Gostaria também de mencionar a importância que há em desenvolver cidades sustentáveis, pois são alicerçadas na harmonia entre a sociedade e o meio ambiente. Acarretando impactos positivos em aspecto social, quando temos uma sociedade mais justa e igualitária, em aspecto ambiental, visto que um dos critérios é a preservação ambiental e dos recursos naturais (SOAREZ, 2012), e em aspecto econômico (SOUZA, 2015) coloca como uma forma de diminuir os custos com a saúde, pois devido aos cuidados com a água, o ar, entre outros elementos essenciais a qualidade de vida, muitas enfermidades serão evitadas.

Aos queridos biólogos isso é uma oportunidade de cooperar com o trabalho. Considerando as cidades como ecossistema e implantando o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), um instrumento de Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) visando à sustentabilidade das cidades.

Agindo localmente alcançaremos um resultado global, compreendendo que a cidade tem seu dever a cumprir com a política do meio ambiente.


Fonte:

Cidade Sustentável. (s.d.). Acesso em 14 de Junho de 2017, disponível em MMA: http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis

Confira cinco cidades que são exemplos de sustentabilidade. (14 de Agosto de 2013). Acesso em 16 de Junho de 2017, disponível em Cidades Sustentáveis: http://www.cidadessustentaveis.org.br/noticias/confira-cinco-cidades-que-sao-exemplos-de-sustentabilidade

SOARES, W. I. (3 de Janeiro de 2012). O estudo de impacto de vizinhança como instrumento jurídico para alcançar sustentabilidade na cidade. Acesso em 26 de Junho de 2017, disponível em JurisWay: https://www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=7011

SOUZA, F. L. (9 de Novembro de 2015). O desafio de tornar uma cidade sustentável. Acesso em 29 de Junho de 2017, disponível em FDC: http://www.fdc.org.br/blogespacodialogo/Lists/Postagens/Post.aspx?ID=466

 

Sobre o Autor

Vanessa Roberta

Sou bióloga e curso especialização em Gestão, Licenciamento e Auditoria Ambiental. A importância de escrever pro Biologia Para Biólogos para mim é poder compartilhar um pouco dos aprendizados que tive e continuo tendo como bióloga.