Diversos

O olhar biológico de um celular

Você sabia que o seu celular enxerga? Apesar de não ter fotorreceptores, a câmera do seu celular é o olho que registra tudo o que você decidir.

E que tal adicionar um pouco mais de Biologia nas suas fotos?

Eu estava na borda de uma mata até que eu vi uma borboleta de asas azuis. Fui tentar tirar uma foto, mas enquanto eu tentava decifrar o que eram aqueles símbolos de ferramentas da câmera do meu celular… Lá se vai o assunto da minha foto voando!

E para que não aconteça o mesmo com você, separei algumas dicas pra te ajudar a registrar com mais qualidade toda a biologia ao seu redor.

1. Macro é poder fotografar a vida mais de perto

A maioria dos smartphones possibilita a ativação do modo profissional da câmera. Assim que você ativa essa função, você vai encontrar uma florzinha na tela do seu celular. Clicando nela você ativa o modo macro!

Ele muito utilizado para tirar fotos de artrópodes pequenos, borboletas, captar as flores e as suas estruturas com maior precisão por exemplo. Nunca saem de moda fotos que demonstrem mais detalhes na fotografia.

Foto 1. Rhododendron sp. Imagem de: Priscila Gonçalves.

 

Foto 2. Repare que com a função Macro você também pode criar contrastes entre o assunto em foco e a luz ambiente que está atrás do mesmo. Foto: Priscila Gonçalves .

 

Foto 3. Flor de cacto. O interessante dessa função é que você pode procurar diversos ângulos para encontrar o melhor enquadramento!Foto de : Priscila Gonçalves.

 

2. ISO –A pupila propriamente dita do seu celular

A função ISO, assim como as suas pupilas, compensa a quantidade de luz que vai entrar pelas lentes. Através disso você pode melhorar muito a qualidade das suas fotos dependendo da hora do dia em que for tirá-las.

Se você for fotografar em plena luz do dia, período em que a luminosidade é maior é interessante deixar o ISO em menor valor. Já para os períodos noturnos o ISO pode ser aumentado de acordo com a necessidade.

Mas vale ressaltar que quanto maior o ISO mais a chance de obter uma fotografia mais granulada, o que não é interessante. Então procure sempre tirar fotos pela manhã ou tarde, nos quais a luz émais abundante no ambiente.

3. Ser profissional não significa ter necessariamente um equipamento caro demais

Você não precisa de uma super câmera profissional para demonstrar que você tem técnica para fotografar! Uma dica que vai agregar mais harmonia e enquadramento às suas fotos é a regra dos terços.

Essa regra consiste em traçar duas linhas horizontais e duas verticais na foto. Dessa maneira, você vai posicionar os objetos da sua foto em pontos específicos dos quadrantes onde há interseções de duas retas.

Se seu celular tiver a opção de adicionar uma grade à tela fica mais fácil ainda de aplicar esta técnica!Assim fica bem mais fácil organizar a sua fotografia, não acha? Nessas fotos eu apliquei essa técnica. Olha só!

Foto 4. Eu tirei essa foto na prainha do Parque Estadual do Rio Doce. Pensei em unir o visual da tarde à um pequena sobreposição de pedras que fiz no momento da foto.

É um bom exemplo de como você pode fugir do comum e usar a criatividade ao seu favor!

Foto 5. Flor de hibisco dentro da Universidade Federal de Viçosa. Foto de Priscila Gonçalves.
Foto 6. Essa é particularmente uma das minhas favoritas. Tive que correr bastante atrás dela para conseguir essa foto.
Foto 7. A vantagem dessa técnica é que ela se encaixa bem para fotografar tanto plantas como animais.Fotografei este cacto no Parque Estadual do Ibitipoca.
Foto 8. Não usar a regra dos terços pode se tornar uma opção quando você quer deixar o objeto da fotografia centralizado como eu fiz nesses caso, que resolvi destacar a asa da mariposa.
Foto 9. Linda não é mesmo? Foto de: Priscila Gonçalves.

4. Luz e velocidade andam juntos

Sabe aquele relógio que você encontra quando ativa o modo profissional? Por ele você pode controlar quanto tempo (em segundos) o obturador vai ficar aberto pra receber mais luz.

Quanto maior o tempo de abertura do obturador, mais luz entrará pela lente. Com esse recurso é mais difícil evitar fotos tremidas e borradas, então é necessário um pulso firme para fotografar ou apoiar a câmera em um tripé portátil.

Por outro lado, você pode usar esse recurso quando há pouca luz disponível, produzindo assim melhores resultados.

Foto 9. Legenda: Para fotografar esse primata lá no Parque Estadual do Rio Doce tive que ter paciência, pois ele não parava de se mexer. Com a velocidade do obturador um pouco menor consegui tirar a foto sem deixar borrões.

Quanto mais você conhecer o animal que vai fotografar e saber quais ferramentas da câmera usar, maiores são as chances de ter uma boa foto.

5. Ficou boa, mas tem um detalhe que não gostei. E agora?

É sempre bom ter a busca da luz como fator determinante para uma para a fotografia de melhor qualidade. Mas às vezes isso não é só suficiente. A edição de imagem é uma opção pode te ajudar.

Existe uma diversidade de aplicativos para celular nos quais você pode editar as fotos, melhorar o contraste, corrigir algum erro, aumentar a nitidez. Snapseed é um dos meus aplicativos preferidos para deixar as suas fotos muito mais interessantes, além de ser intuitivo e fácil de navegar.

Mas cuidado! É interessante nas fotografias relacionadas à biologia melhorar ao máximo a fotografia original, mas sem mexer muito nos tons de cores das fotos sempre as mantendo o mais natural e harmônico possível.

Fotografia não é uma receita de bolo. A foto perfeita gira em torno do lugar que você está, da luminosidade, da hora em que você está fotografando e da sua habilidade em manusear a câmera… Por isso é importante você praticar o que aprendeu no post para que suas fotos se tornem cada vez melhores!

E para te ajudar um pouco mais vou deixar aqui o material extra de leitura com dicas de fotografia, preparado pelo meu amigo Bruno Franklin. Ele estuda Ciências Biológicas na Universidade do Estado de Minas Gerais e tem por hobbie a fotografia.

Técnicas-de-Macrofotografia-de-Pequenos-Invertebrados-para-Amadores

  • Que tal partir pra ação?

Você vai viajar para algum lugar diferente? Viu uma flor, um inseto na vegetação? Sua universidade ou escola possui alguma paisagem natural?

Então essa é a hora de você mostrar que a Biologia te cerca de alguma maneira e divulgar para as pessoas o que os ambientes que você frequenta têm de melhor.

Eu estou ativa no Facebook, poste a sua foto e me marca lá! (Priscila Gonçalves) Vou adorar ver o sua fotografia e com certeza dar um like para te incentivar ainda mais!

Foto 10. É você quem planta a semente da criatividade! Foto de: Priscila Gonçalves.

Nota final: Tirei as fotos do meu celular, que tem câmera de 13 mp.

Sobre o Autor

Priscila Gonçalves Silva

Sou uma graduanda apaixonada por células e trabalho com pesquisas na área da histologia e da toxicologia experimental. Mas tenho ainda uma outra inspiração: escrever! Escrever sobre o que vivemos e ensinar para outras pessoas o que aprendemos é o que nos faz melhores e o que nos move! E sobre você, o que te move e te inspira?

2 Comentários

Clique aqui para comentar