Biologia da Conservação Diversos

Zooartesanato consciente: existe?

Zooartesanato: quaisquer formas de artesanato que utilizam matéria prima animal (total ou parcial) na sua confecção.

Você provavelmente já viu muitos artesanatos feitos com conchas de animais marinhos. O dinheiro da venda desses artesanatos é uma fonte de renda para muitas pessoas que vivem dessa prática.

Mas de repente você vê em uma feira litorânea, uma estrela do mar sendo vendida. Até onde vai o limite da exploração da fauna marinha?

  1. O zooartesanato é uma fonte de renda de muitas famílias

Desde o processo de aquisição das conchas, passando pela triagem e chegando à venda do produto final, a produção desse artesanato envolve todos os integrantes da família.

Comum em regiões litorâneas esse processo resulta na produção de artigos variados: chaveiros, porta-joias, colares, pulseiras, porta-chaves. Mas como é obtida a matéria prima para tanto trabalho?

A matéria prima se constitui de conchas de animais marinhos (bivalves, gastrópodes) e até mesmo crustáceos. A grande maioria dos artesãos compram as conchas de pescadores, ou em mercados públicos litorâneos.

Porém, existem artesãos que realizam o processo de catação de material na beira mar, o que pode causar um menor impacto, principalmente sobre as populações marinhas de moluscos.

Mas qual a questão envolvida nesse processo?

  1. Sob exploração, quais os riscos para a macrofauna marinha?

A maioria das espécies utilizadas para zooartesanato, não se encontram ameaçadas de extinção (não ainda). Mas a exploração desses animais para fins econômicos sem critérios e metodologias que preservem a vida do animal pode comprometer sua reprodução e permanência de suas populações nas costas brasileiras.

Servindo como fonte de capital financeiro, muitos moluscos acabam sendo vítimas da sobreexplotação. Ela consiste na exploração de uma espécie acima da sua capacidade de renovação. Assim, o número de indivíduos retirados do seu habitat é maior que o tempo que a espécie leva para se reproduzir.

Isso serve de alerta para todos nós biólogos e biologistas, pois não se sabe o que a exploração em longo prazo da nossa macrofauna pode levar.

São necessários maiores estudos que mensurem o grau de impacto ambiental causado pela exploração desses animais, além de estudos de dinâmica populacional.

É uma boa oportunidade pra você que gosta de moluscos!

1. Eis o Lula molusco,só para descontrair um pouquinho!
1. Lista das espécies mais comuns relacionadas ao zooartesanato.
  1. O que o que o zooartesanato e a exploração marinha tem em comum?

A exploração moluscos ultrapassa os limites do zooartesanato. Em um estudo anterior, foi constatada a venda de estrelas-do-mar ameaçadas de extinção1.

Esse fato prova que no meio desse âmbito, há a exploração e comércio ilegal de animais marinhos.

Se esse problema existe, é porque há uma desinformação muito grande por parte dos pescadores e até mesmo dos artesãos sobre os riscos da sobreexplotação das espécies capturadas.

  1. Quais as possíveis soluções para esse problema?

Será que o zooartesanato é praticado de maneira consciente? O primeiro passo rumo a exploração sustentável da zoo fauna marinha é a sensibilização ambiental.

A participação de biólogos marinhos em projetos que interajam com os pescadores e comunidades de artesãos se torna fundamental.

É necessária a criação de cooperativas de artesãos para desenvolver melhores metodologias na exploração sustentável das espécies.


Referências:

  1. DA SILVA, Adna F.; DIAS, Thelma. Zooartesanato comercializado na costa da Paraíba (Nordeste do Brasil): implicações ecológicas e conservacionistas. Ecology, v. 130, p. 111-118, 2007.
  2. ALVES, Marcos Souto; SILVA, M. A.; PINTO, S. L. Perfil sócio-econômico dos atores envolvidos na produção e comercialização de zooartesanato em Recife, Pernambuco-Brasil. Revista Nordestina de Zoologia, v. 4, p. 97-104, 2010.
  3. DA SILVA, Ellano José; MARTINS, Inês Xavier. A PESCA DE MOLUSCOS EM AMBIENTES INTERMAREAIS NO OESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL. Arquivos de Ciências do Mar, v. 50, n. 2, p. 110-118.
  4. DAS NEVES BODART, Cristiano. Arte em Conchas: cultura, trabalho e sobrevivência no capitalismo contemporâneo. Revista Clóvis Moura de Humanidades, v. 2, n. 1, p. 55-64, 2016.
  5. http://pt-br.spongebob.wikia.com/wiki/Lula_Molusco

Sobre o Autor

Priscila Gonçalves Silva

Sou uma graduanda apaixonada por células e trabalho com pesquisas na área da histologia e da toxicologia experimental. Mas tenho ainda uma outra inspiração: escrever! Escrever sobre o que vivemos e ensinar para outras pessoas o que aprendemos é o que nos faz melhores e o que nos move! E sobre você, o que te move e te inspira?

Comentar

Clique aqui para comentar